Evento foi realizado nesta quinta, 26, e abordou práticas de produção orgânica, sem o uso de agrotóxicos.

Produção Orgânica

Divulgação / Prefeitura

Fomentar o cultivo sem uso de agrotóxicos, fertilizantes sintéticos e pesticidas, através de políticas públicas que estimulem a agricultura orgânica – esta foi a temática do II Seminário de Agricultura Orgânica, realizado nesta quinta, 26 de julho, no Parque de Eventos Olmiro Brandão, em Nova Santa Rita.

O evento, que contou com a presença de autoridades municipais e parlamentares, também serviu para a troca de experiências e boas práticas entre produtores, além de servir para a formação de grupos de trabalho, visando fortalecer a produção orgânica no município.

Nilvo Bosa, representante do Movimento Sem-Terra, destacou a parceria do MST na produção de alimentos orgânicos em Nova Santa Rita. Segundo ele, mais de 50 feiras são realizadas semanalmente na Região Metropolitana com produtos provenientes de pequenos agricultores assentados.

O deputado federal Dionilso Marcon explanou sobre a conjuntura dos projetos que tramitam no Congresso Nacional para flexibilização da comercialização e tentativa de alteração da nomenclatura do termo agrotóxico como forma de mascarar os efeitos prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. Já o deputado estadual Edegar Pretto apontou a necessidade urgente de suspensão da pulverização aérea de agrotóxicos no Rio Grande do Sul, e a obrigação de esclarecer o consumidor para o uso de agrotóxicos nos alimentos consumidos.

O secretário municipal de Agricultura, Marli Castro, ressaltou o apoio da prefeitura à produção orgânica e reafirmou o compromisso da administração com políticas de apoio a esse modelo. A prefeita de Nova Santa Rita, Margarete Simon Ferreti também apontou um conjunto de projetos e ações desenvolvido pela prefeitura, iniciativas que vão ao encontro do estímulo à produção orgânica. Para ela, o município pode ser referência estadual e nacional na produção orgânica.

Durante o seminário, um almoço foi servido aos presentes, composto inteiramente por alimentos orgânicos doados pelos produtores do município.

Com informações da Prefeitura Municipal